Rede EMAÚS - Fica conosco Senhor!

Sábado, 28 Julho 2018 14:08

ENACE TERMINA E INDICA BONS FRUTOS PARA O MOVIMENTO DE EMAÚS Destaque

Escrito por 

“O Senhor fez em mim maravilhas!” Assim se resume a experiência de quem viveu o X Encontro Nacional dos Cantores de Emaús (ENACE), em Jundiaí. O ENACE que aconteceu nos dias 19 a 22 de julho reuniu mais de 100 cantores e cerca de 50 coordenadores dos Secretariados Regionais e Diocesanos de Emaús, além de vários sacerdotes que acompanham as comunidades de Emaús.

Com o tema “Maria, uma canção agradável a Deus”, os participantes puderam ampliar o conhecimento sobre a Sagrada Liturgia e a importância da música nas várias celebrações da Igreja Católica. Outros momentos vivenciados pelos presentes foram de oração e de partilha de experiências. Tudo isso sob a inspiração da Virgem Maria, com seu exemplo de servidão e de humildade.

A primeira formação foi conduzida pelo diretor espiritual nacional do Movimento de Emaús, Pe. Ignácio Pilz, que abordou o testemunho de fé e formação do discípulo missionário inspirado no exemplo de Maria Santíssima. Na sua fala, o diretor destacou a mérito da humildade e sobretudo do valor da formação para aqueles que atuam nas mais diversas atividades em suas comunidades de vivência e paroquiais.

Outro momento vivenciado pelos presentes foi a fala da cantora de Emaús, Manuela Brauner, do Secretariado de Pelotas. A emauísta destacou as principais características que um caminheiro deve possuir para exercer a função de cantor. Lela também trouxe um pouco do seu testemunho de vários anos atuando nesta função e apontou a importância da música dentro de um curso de Emaús.

Outro momento rico de formação foi conduzido pelo diretor espiritual do Regional Sudeste I e do Secretariado de Itapetininga, Pe. Ricardo Oliveira. O sacerdote fez um resgate da música na história da Igreja desde os seus primórdios. Também falou sobre a importância de se respeitar os textos fixos das celebrações eucarísticas nas composições e o respeito doutrinal, teológico e religioso ao apresentar uma música para a Sagrada Liturgia. Além de apontar caminhos que colaboram para que as composições atendam as diretrizes da Igreja Católica.

No momento de resgate histórico foram convidados Toninho Scorci e Fátima Hernández que trouxeram um retrospecto dos últimos ENACES nestes 50 anos de Emaús. Este resgate foi acrescido com a apresentação de algumas canções que fazem parte dessa história e além de lembrar de momentos importantes do Movimento junto do Monsenhor Calazans, fundador do Emaús.

Francisco Choaire, um dos cantores vencedores, destacou o quão foi rico os momentos vivenciados nestes dias de encontro.  “Sempre quis entender e aprender tudo que podia sobre Emaús, estrutura, como funciona, encontros, etc. Noto que com o passar dos anos, o Movimento de Emaús como um todo está crescendo e melhorando em todos os aspectos. As composições e apresentações este ano superaram todas as expectativas. Sem dúvida foi um encontro que ficará na história, me sinto um abençoado por ter tido a oportunidade de ir”.

O festival

O ponto central do ENACE foi o Festival de Canções de Emaús. Diversos cantores apresentaram canções inéditas para comporem o hinário das comunidades de Emaús e também para os cursos de Valores Humanos e Cristãos. Divididos em músicas abertas e música de clausuras os cantores e compositores apresentaram as suas composições para os presentes.

Uma mesa de jurados foi convidada para avaliação das letras e melodias. Anteriormente, as músicas foram avaliadas observando os aspectos doutrinal, teológico e religioso pelos sacerdotes Pe. Ricardo, Pe. Ignácio e Pe. Manoel Júnior.

Foram apresentadas 34 músicas inéditas compostas por vários caminheiros de Emaús dos (sub) Secretariados (arqui) diocesanos. Canções marianas e inspiradas no Evangelho dos Discípulos de Emaús emocionaram os presentes.

Choaire também relata sobre a possibilidade de estar em um ENACE apresentando músicas autorais com a parceria de vários caminheiros. “A sensação de compor é indescritível, compor para mostrar Cristo ao outro, mostrar de uma maneira particular o que sentimos através da música é impagável! Espero que Deus possa me proporcionar a oportunidade de ir em muitos Encontros de Emaús e reencontrar os antigos amigos, agregar novos caminheiros ao coração e que o Emaús seja cada vez maior.”

Presença Episcopal

 Na noite de sábado, o ENACE recebeu a presença do bispo da Diocese de Jundiaí, Dom Vicente Costa, que presidiu a Eucaristia do sábado (21), que foi votiva a Santa Cecília – padroeira dos músicos. Dom Vicente relembrou a história da mártir e também destacou como a música no Movimento de Emaús é uma característica forte e que de forma especial, na diocese de Jundiaí, o Secretariado Diocesano, encanta todos a diocese nos diversos momentos que estão conduzindo uma animação e participando das celebrações.

Além de Dom Vicente, nos dias de encontro estiveram junto dos participantes, vários sacerdotes que atuam como diretores espirituais nos secretariados diocesanos e regionais do Movimento. Além do Pe. Ricardo e Pe. Ignácio também se fizeram presentes Frei Álvaro Bordignon, Pe. Bolivar Vieira Queiroz, Pe. Fernando Luiz Bolfe, Pe. Luiz Eduardo de Avila. Além do Pe. Welder de Carvalho Silva, que atua como assessor espiritual do Secretariado Nacional de Emaús.

Confira as fotos do ENACE aqui: https://www.flickr.com/photos/141593667@N07/albums